Vida de Thor

Olá amores, tudo bem?
Chegou na minha vida tão de repente, não me deu chances nem de dizer não, foi um presente que fica em outra
casa, foi o ser com olhar mais encantador que eu já vi. Como ele pode ser tão pequeno e trazer esse amor tão imenso?
Gosto dele no modo de levar a vida, bem parecido comigo, apesar de não ser meu. Quando está carinhoso, está
muito carinho; quando está nervoso, deixa todo mundo a sua volta nervoso; quando está com fome, tira qualquer pessoa do sério e quando está feliz, ninguém consegue ficar triste.
Ele é do tipo que morde a sua perna quando quer brincar, que não sabe entregar o brinquedo quando jogamos, é genioso e adora medir força. Não sabe tomar água sem molhar tudo, e nem come caso a ração não tenha carne. Adora quando saímos, é educado e cumprimenta todo mundo no pet-shop antes de ir tomar o seu banho, tem horror a veterinária, morre de medo de altura, mas agora já sabe que dormir no sofá e subir na mesa são coisas legais. Não consigo sentir um pingo de tristeza ao lado dele.
Chegar na casa do namorado e ver aquela bolinha preta saltitante feliz, animado com a minha presença, me faz
sentir um amor de preencher o mundo inteiro, ele consegue fazer com que eu me sinta importante, me sinta amada e especial, mesmo não estando ali com ele todos os dias. Fico tentando achar um motivo para receber tanto carinho e não consigo achar, ele é o ser mais incrível desse mundo.
Todas as vezes que vejo ele, faço questão de apertar até ele rosnar, porque ele não gosta muito de abraços apertados, a não ser que esteja com muitas saudades. Dedicar o meu tempo a ele, é a minha forma de retribuir tanto carinho.
Se ele me entendesse, e eu pudesse dizer uma frase para ele, diria: “Thor, você é o presente mais incrível da minha vida, eu amo você”. E voltaria a apertar ele, porque não resisto!
Beijocas.

Posts Relacionados

Deixe seu comentario

Comentarios

Deixe uma resposta