Sobre entregar e confiar

Olá amores, tudo bem?
 
Se entregar e confiar é algo tão difícil, ainda mais no mundo em que viemos, onde as pessoas mostram
ser aquilo que não são.
Quando eu pensei em confiar, não imaginei que poderia doer tanto assim ser decepcionada. A primeira vez que confiamos, não tem um sinal de alerta dizendo que a mentira pode estragar tudo. Muitos anos foram levados até que eu ganhasse maldade para conviver com toda a responsabilidade que é confiar em alguém. Em quem você
confiaria a sua vida?
Uma das maiores dores que já senti, foi a da desconfiança. Ela te torna frio, devagar, calculista, te faz um prisioneiro. Amar alguém e não confiar é a mesma coisa que amar sozinho, você recebe o amor da pessoa, mais não consegue confiar nesse amor, porque você não confia em ninguém. Aquele “eu te amo” se torna vago, as palavras são insuficientes e tudo se torna suspeito. Amor sem confiança se torna uma doença.
Um amor de verdade é aquele que vive ao lado da confiança. A entrega de verdade só acontece, quando se entrega o seu outro bem mais precioso além do coração, a confiança. Como sempre diz a minha mãe: “a confiança é como um cristal, uma vez quebrada, não adianta colar, nunca mais volta”, e isso realmente acontece na prática. O amor não é repleto de confiança, não sobrevive, mata um dos dois.
Não diga que ama, se você não confia. Qual a sua relação com a confiança? Me conta aqui em baixo, gosto
de saber mais sobre vocês!
 
 Beijocas. 

Posts Relacionados

Deixe seu comentario

Comentarios

Deixe uma resposta